Siga-me por e mail

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Visita ao shōgakkō (ensino fundamental)

Olá, queridos amigos! 
 Hoje foi um dia especial. Fui visitar uma escola de ensino fundamental, mais especificamente a classe para crianças especiais. 
 Me emocionei muito vendo aquelas crianças especiais estudando. Imaginei minha Duda o tempo todo. 
 No início, tivemos  uma reunião explicativa com os diretores da escola. Todas as escolas públicas primárias no Japão, possuem salas específicas para atender às crianças especiais. 
 No ano que antecede a entrada da criança no shōgakkō (ensino fundamental), a prefeitura vai te acompanhar às escolas que terão um atendimento que correspondem as necessidades do seu filho. 
 Foi citado um exemplo em que os pais exigiram a entrada do filho especial numa sala "normal". A escola não pode recusar, caso isso aconteça. Mas, os pais estando de acordo com o ingresso numa sala especial, será verificada a melhor opção para a criança. Dependendo do grau da deficiência e a criança não conseguir acompanhar nem a classe especial, existem também outras opções, como escolas que cuidam somente de crianças com diversas deficiências. Como exemplo, aqui perto da cidade de Toyota, em Miyoshi, existe uma escola para atender apenas crianças especiais. 
 Nas salas especiais são apenas 8 crianças por sala. O material usado será feito na própria escola adaptado às necessidades de cada aluno. 
 Aulas de educação física, música, dança, teatro, culinária e a hora do almoço serão realizados juntamente com crianças "normais". Isso porque foi notado que especificamente nessas matérias eles conseguem acompanhar o ritmo das crianças "normais" sem problemas. 
 Matérias como matemática e japonês, eles terão nas salas especiais com material adaptado. 
Visitamos também as salas de crianças "normais", para termos uma noção de como funciona, e, refletir se nossos filhos teriam condições de permanecer naquele ambiente conseguindo acompanhar e sem atrapalhar os demais colegas. 
 Para algumas famílias, aceitar o filho na sala especial é mais difícil. Por isso a importância dessa visita. 
 O importante pra mim, é ver o desenvolvimento da minha Duda, mesmo que seja mais lento ou com mais dificuldades. Seja em sala especial ou em uma escola especial. 
 80% dos alunos nas classes especiais dessa escola são autistas. Eu fiquei emocionada demais ao ver aquelas crianças. Eles são dedicados e esforçados. Só precisam de atenção especial para nos mostrar que são capazes. 

Chegando da escolinha, Duda viu uma borboleta paradinha numa flor, se aproximou devagar, olhou e cheirou! ^_^ (será que borboleta tem cheiro?) hahaha! <3


  


3 comentários:

  1. Que linda! parabéns pelo blog^^

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa meu nome e Jenny sou mae de LuisSamuel meu lindo e precioso filho diagnosticado con autismo tipo B,ele esta hj con 2 anos e 8 meses,moro em Okazaki,queria saber a onde que a Duda estuda em Toyota,aqui em Okazaki meu filho ta em um lugar chamado Popo(indicacao da prefeitura,e para criancas especiaes...*)realmente so cuidao dele mais nao tem rutina especifica...ele esta muito irritado...ele e super activo e la e so um modulo pequeno e estao misturados criancas con sindrome de dawn e maiores tbm...,estou gravida agor ja de 7 meses e cada veiz mais dificil de atender a meu filho...vc poderia me indicar outro lugar o alternativa...obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jenny! Seu filho está numa idade ótima para iniciar as terapias! Minha filha estuda em um centro de apoio à crianças com diversas deficiências. Eles separam as crianças por suas características. Por classe são 2 professoras para 6 crianças. Lá, além de escola, tem a parte da clínica,que cuidam das terapias diversas, psicologia, psiquiatria, dentistas e alguns exames. Centros como esse, que possuem tudo junto são poucos no Japão. Acredito que em Aichi, só tem esse de Toyota. E é apenas para moradores da cidade de Toyota e Miyoshi.
      Mas sei que escolinhas para crianças especiais existem em outras cidades sim.
      Rotina na vida do autista é fundamental. Cada um com sua rotina adaptada, para que eles tenham uma compreensão melhor das atividades.
      Eu imagino a dificuldade que você está passando, ainda mais estando grávida de 7 meses.
      Eu mandei um e mail para a associação de Okazaki, vamos ver se eles respondem pra poder ajudar você.
      Vou procurar mais informações pra tentar te ajudar. Anote meu e mail e me mande o seu, se puder. nessa@aol.com.br
      Não se estresse que tudo vai dar certo! beijo!

      Excluir